olga anna mancini

É provável que você já tenha visto a imagem abaixo circulando pela internet. Batizada de Judgements (em português, julgamentos), a foto foi feita pela artista Rosea Posey com a intenção de denunciar os preconceitos e as ofensas estereotipadas que as mulheres escutam por causa de suas roupas. “Toda vez que saio de casa com um shorts curto ou um decote, fico preocupada se serei vítima de assédio sexual”, disse Posey ao Huffington Post.

olga saia

De maneira irresponsável e equivocada, a forma como as mulheres se vestem é apontada como a culpada por gerar violências sexuais. Governos e entidades religiosas praticam a culpabilização da vítima. Recentemente, um estudo na Arábia Saudita, onde as mulheres usam o xador, vestimenta que cobre todo o corpo, com exceção dos olhos) mostrou que os homens acreditam que o uso de maquiagem é uma das causas do aumento de casos de assédio sexual. A culpa é de todos, menos dos verdadeiros culpados: os assediadores e agressores.

olga anna mancini

À convite da OLGA, a ilustradora Anna Mancini fez uma versão da foto acima. As categorias foram todas substituídas por “asking for it” (“ela estava pedindo”). É que, na verdade, o tamanho da saia pouco importa se o agressor tem a intenção de assediar e a certeza de impunidade.


Anna Mancini é ilustradora, adora fazer animações e descobriu que desenhar quadrinhos faz bem pra cabeça. Trabalha com ilustrações para camisetas, lettering e design gráfico. Faz parte do projeto Zine XXX e publica suas coisas no Tumblr e na página Manzanna.

Compartilhar
beyonce

beyoncePor Lila Cruz.

Leia mais: 

Não me diga como ser feminista – Nem me diga que Beyoncé não é feminista

Beyoncé samples Chimamanda Adichie’s Call to Feminism – Na trilha Flawless, do novo álbum da artista, há um trecho do TEDx de Chimamanda, We Should All Be Feminists

Beyoncé’s new album should silence her feminist critics – O feminismo deve ser inclusivo e não “tamanho único” Beyoncé é pro-mulheres sem ser anti-homens. E não há nada de errado com isso

Compartilhar
bonita (1)

bonita (1)Por Lila Cruz

Leia:

Pelo direito de ser imperfeita – Até quando os homens serão os únicos não precisarem pedir desculpas por suas falhas e excentricidades? Uma reflexão que fizemos em novembro.

Will I Be Pretty? – Poesia falada de Katie Makkai, sobre a obrigação de ser bonita.

Esteticamente incorreta – “Talvez, o que eu precise gritar para o mundo não é que eu sou bonita, mas que foda-se se eu não sou”, por Aline Valek.

Compartilhar
mariane 004

mariane 004

Mariane Bandeira acha que arte é tudo que acontece quando alguém consegue passar o que sente do corpo pra fora – do jeito que for. Ela desenha o que transborda da cabeça, corta meu próprio cabelo, tem um milhão de toc’s, além de um doutorado em procrastinar. Os desenhos são só consequência e prova disso. Você pode ver outros trabalhos no Tumblr Coisas da Morsa.

Compartilhar
gabi

gabi

Homenagem a Gabriela Leite.

Diana Helene (Crocomila) desenha desde que se lembra por gente. Apesar de graduada arquiteta e mestre em planejamento urbano, trabalha com ilustração para livros, cartazes e design gráfico desde 1999. Atualmente, tem seu próprio blog de quadrinhos e lançou seu primeiro livro como cartunista em 2012. Veja mais do seu trabalho na sua página de Facebook, Um Dia Ainda Viro Cartunista

Compartilhar
bicicleta de rodinha

bicicleta de rodinha

Laura Athayde gosta de desenhar mulher pelada e colorir com aquarela. É nova no universo dos quadrinhos, e muitos de seus trabalhos são autobiográficos. Laura tem uma desenhista dentro do armário que, de vez em quando, deixa escapulir. Mudou-se há alguns meses para São Paulo, onde já foi cuspida por um mendigo e ganhou um par de sapatos de um taxista desconhecido, e estes experimentos refletem suas impressões sobre descobrir(-se) o mundo. Ela faz parte da equipe do Zine XXXConheça seu Tumblr e sua página no Facebook.

Compartilhar