Calendário Feminista Ilustrado 2017

Queremos fazer parte do 2017 de nossas leitoras e apoiadoras e, para isso, aceitamos um lugarzinho na sua parede ou na sua mesa de trabalho com o nosso primeiro Calendário Feminista Ilustrado, já disponível na Não Vivo Sem Store com frete grátis para todo o Brasil. Todo o valor arrecadado com as vendas será revertido para nossos projetos de empoderamento feminino. 

Para comprar, clique aqui.

img_8989-menor

Quem faz:

Para desenvolver o Calendário Feminista Ilustrado, a Think Olga fez uma imersão nas datas de direitos humanos para destacar algumas das mais importantes no momento em que vivemos. Sabemos que o feminismo interseccional pode ter diversas vertentes, por isso, o formato do Calendário, desenvolvido por Marília Filgueiras, facilita o planejamento mensal e também serve para incluir anotações pessoais de outros dias a serem lembrados durante o ano, ou mesmo para registrar momentos que serão inesquecíveis em 2017.

Cada mês acompanha uma linda ilustração feita por uma artista feminista. Saiba como cada uma delas contribuiu e conheça 12 das datas de ativismo e direitos humanos destacadas nesta primeira edição:

img_8971-menor

Laerte cede uma de suas charges para abrir a primeira edição do Calendário, ilustrando o Dia da Visibilidade Trans (29).

Juliana Mavalli ilustra o mês de fevereiro com uma interpretação inédita para o Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil (24).

Carol Rosetti trás diferentes apresentações para o Dia Internacional da Mulher, estampando o mês de março.

Irena Freitas se inspirou na própria Think Olga, que aniversaria em abril, para ilustrar este mês.

– Thaiz Leão ilustra o mês de maio com o humor da página Mãe Solo, que foi transformado este ano no livro Chora Lombar, para ironizar as imagens tradicionais para o Dia das Mães.

Tayla Nicoletti homenageia a escritora brasileira Pagu, nascida no mês de junho.

– Gio Rodrigues (Mosqueando) estampa o mês de julho com sua interpretação para o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha (25).

– Bárbara Cani (Concha) representa duas datas em uma só arte: Dia Nacional do Orgulho Lésbico (19) e Dia Nacional da Visibilidade Lésbica (29) para o mês de agosto.

– Evelyn Queiroz (Negahamburguer), ilustra o mês de setembro e o Dia Latino-Americano e Caribenho de Luta Pela Descriminalização do Aborto (28).

– Pri Ferrari (Cadê Meu Café?) ilustra o mês de outubro, que gira em torno do Dia da Menina (11), com personagens do livro infantil “Coisa de Menina”.

Bárbara Malagoli mostra as mulheres tomando o mundo no Dia Global do Empreendedorismo Feminino (ONU), no mês de novembro.

Kaol Porfírio encerra o ano ilustrando o mês de dezembro com um desenho inédito para o nascimento da matemática Ada Lovelace (10).

Onde e porquê comprar:

Comprar o Calendário Feminista Ilustrado da Olga significa muito mais que obter um recurso para manter seu ano planejado. É também prestigiar o trabalho de cada uma das artistas e ainda contribuir com nossos projetos de empoderamento feminino, já que todo valor arrecadado é revertido para a ONG.

Para levar o produto para todos os cantos do Brasil, só faria sentido firmamos uma parceria com uma loja que acredita em nosso trabalho e vice-versa: a Não Vivo Sem é administrada só por mulheres, com roupas desenvolvidas por mulheres, sendo que as peças são veganas e servem todos os tamanhos.

Para comprar o nosso Calendário Feminista Ilustrado, clique aqui.

E você pode mostrar como está usando o produto, nas redes sociais! Estamos acompanhando tudo pela hahstag: #Olga2017.